Carregando..
Aguarde, por favor.

menu

+55 11 3225.2535

hospitalidade@ibhe.com.br

Informes

É através do estudo, das pesquisas e opiniões diversas que construímos a cultura da hospitalidade nas empresas e nos negócios. Se quiser, você pode mandar seus artigos, estudos ou informar-nos sobre alguma notícia ou pesquisa. Basta enviar suas informações para: hospitalidade@ibhe.com.br

Omotenashi: tradição de hospitalidade a serviço da competitividade

Omotenashi: tradição de hospitalidade a serviço da competitividade

Elizabeth Kyoko Wada

Estudos || Gestão

Os estudos em hospitalidade no Brasil se respaldam em autores europeus, notadamente franceses e britânicos. A escolha de Tóquio para as Olimpíadas de 2020 deu visibilidade ao conceito de omotenashi, pilar de sustentação para a defesa da candidatura do destino, ocorrida em 2013. O vocábulo, entendido de forma simplista como hospitalidade japonesa, explica a relação entre anfitrião e convidado em rituais como a cerimônia do chá, presente naquele país desde o século XII. Esta pesquisa exploratória objetiva compreender o conceito adotado na atualidade, além de conhecer as aplicações propostas para omotenashi, com a problemática “Quais são as abordagens de omotenashi em prol da competitividade do Japão? ”. Trata das seguintes proposições: (P1) A candidatura de Tóquio 2020 trouxe a necessidade de encontrar um conceito que ultrapassasse a visão contemporânea high tech e individualista do Japão, valorizando o bem comum e o olhar para detalhes; (P2) Há imediata absorção do conceito em empresas de setores diversos, como transporte aéreo, higiene pessoal e indústria automobilística. O método escolhido foi a análise do conteúdo dos sites das empresas Japan Airines (JAL), Kanebo e Lexus, respaldada por Bardin (2011). Os resultados apontam para a utilização, sem conflitos, de um conceito de hospitalidade genuína em prol do avanço dos

leia na íntegra

16 DEZ, 16
Fatores que afetam o encantamento do cliente do Turismo de Lazer a partir da experiência em parques temáticos

Fatores que afetam o encantamento do cliente do Turismo de Lazer a partir da experiência em parques temáticos

Fabíola Fernandes Silva, Sérgio Marques Júnior

Estudos || Hotelaria

Com a crescente demanda pela instalação de empreendimentos no ramo do entretenimento, observa-se o aumento da competitividade neste setor, gerando a necessidade de diferenciação em meio aos demais, visando à fidelização de clientes, o que pode ser idealizado a partir da perspectiva do “Encantamento do Cliente”. Nesse contexto, o presente estudo teve o objetivo de investigar as inter-relações entre os fatores antecedentes capazes de influenciar o encantamento do cliente do turismo de lazer. Para tanto, a investigação apresentou caráter exploratório-descritivo com enfoque analítico-quantitativo. A pesquisa foi do tipo Survey, com os dados sendo coletados a partir de um público composto por 176 adolescentes que viajaram em excursão para o Walt Disney World, localizado em Orlando, Flórida, em junho de 2014, por uma agência de viagem localizada na cidade de Natal/RN. O parque escolhido para objeto da pesquisa foi o Magic Kingdom. Para análise dos dados, foi utilizada a análise fatorial exploratória (AFE) com posterior análise de regressão linear múltipla. Pelas inter-relações encontradas, observou-se que as dimensões “Coerência com Objetivo”, “Interesse pelo Objetivo” e “Inesperado”, consideradas como antecedentes do Encantamento, têm impactos significativos na formação do Encantamento do Cliente. As constatações permitiram ampliar a compreensão sobre o comportamento do consumidor no turismo de lazer.

leia na íntegra

15 DEZ, 16