Carregando..
Aguarde, por favor.

menu

+55 11 3225.2535

hospitalidade@ibhe.com.br

Estudos

HomeInformesEstudos
HomeInformesEstudos

É através do estudo, das pesquisas e opiniões diversas que construímos a cultura da hospitalidade nas empresas e nos negócios. Se quiser, você pode mandar seus artigos, estudos ou informar-nos sobre alguma notícia ou pesquisa. Basta enviar suas informações para: hospitalidade@ibhe.com.br

Omotenashi: tradição de hospitalidade a serviço da competitividade

Omotenashi: tradição de hospitalidade a serviço da competitividade

Elizabeth Kyoko Wada

Estudos || Gestão

Os estudos em hospitalidade no Brasil se respaldam em autores europeus, notadamente franceses e britânicos. A escolha de Tóquio para as Olimpíadas de 2020 deu visibilidade ao conceito de omotenashi, pilar de sustentação para a defesa da candidatura do destino, ocorrida em 2013. O vocábulo, entendido de forma simplista como hospitalidade japonesa, explica a relação entre anfitrião e convidado em rituais como a cerimônia do chá, presente naquele país desde o século XII. Esta pesquisa exploratória objetiva compreender o conceito adotado na atualidade, além de conhecer as aplicações propostas para omotenashi, com a problemática “Quais são as abordagens de omotenashi em prol da competitividade do Japão? ”. Trata das seguintes proposições: (P1) A candidatura de Tóquio 2020 trouxe a necessidade de encontrar um conceito que ultrapassasse a visão contemporânea high tech e individualista do Japão, valorizando o bem comum e o olhar para detalhes; (P2) Há imediata absorção do conceito em empresas de setores diversos, como transporte aéreo, higiene pessoal e indústria automobilística. O método escolhido foi a análise do conteúdo dos sites das empresas Japan Airines (JAL), Kanebo e Lexus, respaldada por Bardin (2011). Os resultados apontam para a utilização, sem conflitos, de um conceito de hospitalidade genuína em prol do avanço dos

leia na íntegra

16 DEZ, 16
Fatores que afetam o encantamento do cliente do Turismo de Lazer a partir da experiência em parques temáticos

Fatores que afetam o encantamento do cliente do Turismo de Lazer a partir da experiência em parques temáticos

Fabíola Fernandes Silva, Sérgio Marques Júnior

Estudos || Hotelaria

Com a crescente demanda pela instalação de empreendimentos no ramo do entretenimento, observa-se o aumento da competitividade neste setor, gerando a necessidade de diferenciação em meio aos demais, visando à fidelização de clientes, o que pode ser idealizado a partir da perspectiva do “Encantamento do Cliente”. Nesse contexto, o presente estudo teve o objetivo de investigar as inter-relações entre os fatores antecedentes capazes de influenciar o encantamento do cliente do turismo de lazer. Para tanto, a investigação apresentou caráter exploratório-descritivo com enfoque analítico-quantitativo. A pesquisa foi do tipo Survey, com os dados sendo coletados a partir de um público composto por 176 adolescentes que viajaram em excursão para o Walt Disney World, localizado em Orlando, Flórida, em junho de 2014, por uma agência de viagem localizada na cidade de Natal/RN. O parque escolhido para objeto da pesquisa foi o Magic Kingdom. Para análise dos dados, foi utilizada a análise fatorial exploratória (AFE) com posterior análise de regressão linear múltipla. Pelas inter-relações encontradas, observou-se que as dimensões “Coerência com Objetivo”, “Interesse pelo Objetivo” e “Inesperado”, consideradas como antecedentes do Encantamento, têm impactos significativos na formação do Encantamento do Cliente. As constatações permitiram ampliar a compreensão sobre o comportamento do consumidor no turismo de lazer.

leia na íntegra

15 DEZ, 16
Os interstícios da hospitalidade Estudo Maio 2016

Os interstícios da hospitalidade Estudo Maio 2016

Luiz Octávio de Lima Camargo

Estudos || Educação

Este ensaio, revisão de trabalhos anteriores, mostra a noção de hospitalidade situada na confluência dos conceitos de relação interpessoal, virtude, rito e troca mercantil/não mercantil. Para tanto traz à discussão os mais expressivos autores que se debruçam sobre o tema. Distingue entre a abordagem filosófica, que estuda os aspectos ético e estético da hospitalidade, a abordagem das ciências sociais, que estudam a dinâmica da hospitalidade no contexto das relações em sociedade. Ao final, propõe uma discussão sobre a hospitalidade do brasileiro.

leia na íntegra

09 MAI, 16